Noia

by Jennifer Lo-Fi

/
1.
02:03
2.
04:00
3.
03:40
4.
06:17

about

Jennifer Lo-Fi é
Sabine Holler
Caio Freitas
Filipe "Miu"
Luccas Villela
William Couto

Produzido por Chuck Hipolitho
Gravado no Estudio Costella
Masterizado por Fabio Roberto no Estudio Tambor (RJ)
Produção Executiva e Direção Artistica por Manoel Brasil Orlandi
Direção de Arte e Capa por Bruno Cironak Ink.

credits

released January 31, 2011

tags

license

all rights reserved

about

Jennifer Lo-Fi São Paulo, Brazil

contact / help

Contact Jennifer Lo-Fi

Streaming and
Download help

Track Name: Troffea
Chacoalho ao te ver entortar
Nossos corpos formam feixes de luz
Pro escuro de um bando que não para de dançar
Se caímos em valsa
Já não importa o que é desgraça
O pior vai ser parar
Seguindo suas mãos e pés a torcer
Tão lindo,
Esquecemos de sofrer
Pobres nossos corpos
Encontrados entortados no fim
Dançamos até não sobrarem restos de nós
Track Name: Neveo
E passa por nada mais
Até se rebaixar, e se pula
É por que não se segura aos pés
Um gancho a pele,
Que de uma só vez
Arremessada em alto mar
Não cogita se render ao depois.
E afunda até de carne a água ficar
Se a cor não me rastrear
Me despedaçarei em três
De azul que toma até onde não me visitei
E sai de mim, tudo que guardei
Por mais de uma vida, por que pensei por três
Mim, mim e mim
Pra não me congelar
Ela não sabe mais de mim, nem mim
Por que me afundei não resisti
O mar vai cuidar de mim.
Track Name: Ovos
O tempo já piscou e me deixei só
Equilibrando meus pés sem ti
Mal sentindo o gosto cair
Até que arremessei
E se jogou chocando-se no asfalto
Rosando os lábios de puro sabor
Na fumaça que se formou
Não te vejo mais
Já tinha se acostumado com o seco
Já que os incêndios do nulo
Me ajudavam a suar
E suava suas mágoas
Porque já não me via mais
Aquece meus ouvidos com seus gritos
Seus suspiros de solidão, não vai me deixar crer
Que vali ao ponto de nunca te perder
Mas você se foi
E queima
Track Name: Bacon
Pra ser mais valente
Se mexer sem se escorar no corrimão
Não se levanta do barro sem as mãos
Tanta limpeza sempre arde
Sem me adestrar vem pingar assim
Fixados se protegem
Não mais se perdem
De tão entortados tomam forma do caixão
Enterrados em estado de eterna insatisfação
Tanta limpeza sempre arde
Sem me adestrar vem pingar assim
Na fissura de um pedaço
Ninguém pode se mover até cruzar o chão
Não me toquem seus sujos
Ninguém pode se mover até cruzar o chão
Só você arde assim
Não sei mais
Quem vai me ressuscitar3
Do esquecimento fujo sem valor
De um conjunto até profundo
Até onde se vê onde está você
Já tivemos sorte em acontecer
De ordem em ordem
Vou me esquecendo
Por que estou aqui
Já que o cheiro me fez iludir
Você se esconde porque
É sempre melhor fugir
E só você arde assim